Zero a Dez: Os melhores lançamentos do mês de agosto - Pop Brasil

ÚLTIMAS!

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Zero a Dez: Os melhores lançamentos do mês de agosto

Foto: Reprodução 

Não foi tarefa fácil chegar a um top 5 dos melhores lançamentos do mês de agosto. Atribuímos notas em três requisitos: Letra, Música e Clipe. Foram dez produtos nacionais analisados e abaixo você confere os cinco melhores!.

1 - "Distopia" da Banda Scalene traz uma letra em tom crítico contra a intolerância e os falsos profetas - aqueles que usam a religião como arma para julgar o que é certo e errado. "Autoridade não se faz com oração", é uma estrofe forte e certeira. (Nota 9). Se a letra tem essa força, como música a faixa não tem o mesmo impacto, mas ainda assim se mostra um produto musical de alta qualidade . (Nota 9). O clipe traz uma fotografia instigante e faz juz ao que é cantado. (Nota 9).

 

2 - "Lesbigay" da paraense Aíla traz uma letra simples e direta. Sem pudor de falar de amor, a cantora é objetiva quando declara a liberdade de amar na seguinte estrofe : "Onde o amor não tem cor, nem nome, nem pressa". (Nota 8). Como música a faixa traz uma proposta interessante:Tem tecno, eletrônico e uma boa roupagem pop. (Nota 9). O clipe traz uma fotografia que nos remete ao retrô, simples e sem grandes atrativos cênicos, cumpre a missão de entreter. (Nota 8).

 

3 - "Regime Fechado" de Simone e Simaria fecha nosso Top 3. A letra segue a mesma linha do repertório sertanejo atualmente : Clichê e Chiclete. "Não quero advogado, quero regime fechado com você amor", exemplifica o jogo poético e divertido da letra. (Nota 6). Como música, a faixa empolga e ganha vida. A introdução com os acordes do violão se mostram necessários pra que a canção exploda no refrão. (Nota 8). O clipe é um acerto, no melhor clima faroeste, a dupla arriscou e levou o humor pra contar a história. A fotografia se mostra coerente e os cortes conexos. (Nota 9).

 

4 - "Baldin de Gelo" de Claudia Leitte como letra tem dois parâmetros: A parte em português e em espanhol. Os versos em português por mais que sejam simplórios, cativam. O espanhol poderiar soar contraditório, mas foi bem aplicado e coerente com o ato anterior. (Nota 6). Se tratando de música, o single soa agradável embora a introdução não seja tão convidativa musicalmente - é como se "Baldin de Gelo" só começasse a ganhar vida a partir do verso "Até o cantor paurou o show pra bater palma". Vale destacar que a junção do ragga com o eletrônico deixou a faixa pop e comercial. (Nota 8). O clipe apesar de uma boa fotografia e cortes coerentes, deixou a desejar no quesito enredo: É como se a história contada não complementasse em boa parte de sua execução aquilo que é cantado. Mas como a arte tem sua liberdade poética, tudo é questão de interpretação. (Nota 8).

 

4 - "À Vontade" de Ivete Sangalo em parceria com Wesley Safadão, nos presenteia com uma letra bem construída. Versos simples e desenhados milimetricamente em tom de contos juvenis. (Nota 7). Como música, "À Vontade" não envolve e empolga tanto quanto a letra. Porém, o arranjo é o acerto, há flerte com o reggaeton (mesmo que em pouca dose) e uma pitada do eletrônico - elementos que reiteram a levada pop da canção. (Nota 6). O clipe traz uma edição caprichada, os cortes nas passagens de cenas são bem amarrados e aquilo que é apresentado visualmente se encaixa na proposta da canção. (Nota 9).


POP Brasil 
Ricardo Souza e David Dukki