COLUNA: A ascensão e influência do reggaeton no cenário pop nacional - Pop Brasil

ÚLTIMAS!

quarta-feira, 26 de abril de 2017

COLUNA: A ascensão e influência do reggaeton no cenário pop nacional

Foto: Reprodução / Pop Brasil

Nos últimos anos,  o sertanejo universitário e a tal chamada "Sofrência" ganharam espaço e assumiram o topo das paradas no Brasil. Mas, um segmento com grande popularidade no mercado latino tem chegado de forma discreta às paradas e caído no gosto dos brasileiros. Com raízes latinas e caribenha, o reggaeton tem se firmado como o "Pop do Momento".
Artistas como Tati Zaqui, Anitta, Claudia Leitte, e mais recentemente Lexa têm usado a referência latina como principal combustor de seus singles. 

Se em "Sim ou Não" (Anitta) e " Água na Boca" (Tati Zaqui) as artistas misturaram o funk rasteirinha com o reggaeton. Com "Taquitá" , Claudia Leitte levou todo o suingue do axé aliado ao gênero em questão. Lexa por sua vez deu aquela leve pincelada de funk na provocante "Vem Que Eu Tô Querendo".


Em um mercado abastecido diariamente pela tal sofrência,  é inegável a boa aceitação de um som genuinamente latino, nas playlists  e principais paradas brasileiras. Tornando o segmento cada vez mais pop  e sendo inserido nas massas com muita sensualidade e letras provocantes. É uma via interessante principalmente no Brasil, país que vem sendo dominado pelo sertanejo .

No mais, com as raízes latinas sendo propagadas por artistas dos mais variados gêneros musicais, nunca se ouviu e nem produziu tantas canções tendo o reggaeton como a base, no período de 2016 a 2017.  Um acerto dad artistas que se mostram antenadas e ousadas a tudo que vem sendo consumido no cenário pop latino atualmente.

POP Brasil
David Dukki