Coluna: 'O Doce' de Ivete se mostra fiel ao axé, mas peca por não ter apelo comercial - Pop Brasil

ÚLTIMAS!

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Coluna: 'O Doce' de Ivete se mostra fiel ao axé, mas peca por não ter apelo comercial

Foto: Reprodução 

Aposta de Ivete Sangalo para o carnaval baiano, 'O Doce' tem passado despercebido pelo grande público. E os motivos? Divulgação e o atual momento do cenário musical nacional se compararmos com o que tem tocado nas rádios. A quase nula divulgação e a ascensão de gêneros como o sertanejo e reggaeton, fazem com que a aposta de Ivete seja ouvida e aclamada apenas por quem conhece sua discografia e por aqueles que são fissurados pela batida frenética do axé . A música não tem um forte apelo comercial [com exceção do nordeste], região em que o carnaval principalmente os blocos de ruas, ainda são regidos pelas boas madeiradas do axé , frevos e galopes. É um erro de Ivete se pensarmos no lado comercial ao lançar uma canção tão oposta ao que se pede no mercado atualmente. Mas numa outra via se mostra um acerto - já que  a música reafirma e levanta a moral de um segmento que nos últimos anos perdeu espaço nas rádios.  

A canção que une elementos do axé da década de noventa, traz em seu som uma particularidade típica dos grandes clássico do gênero em questão. Animada, alegre e com uma percussão forte, 'O Doce' é um retrato da tradicional folia baiana e nos brinda com a alegria e leveza da festa mais popular do país . 

No mais, indo na contramão do que se populariza no carnaval brasil afora , a baiana se mostra fiel aos seus foliões e a festa de Salvador ao levar pra avenida uma canção  leve e sem pretensão alguma de hitar no verão.  Apenas, a de manter acesa a chama de um gênero musical que há anos vem sangrando e precisando beber de outras fontes pra se manter ativo e cativo nos quatro cantos do país. 

POP Brasil
David Dukki