COLUNA: Recentes sucessos mostram como a diversidade musical do país é pautada por rótulos - Pop Brasil

ÚLTIMAS!

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

COLUNA: Recentes sucessos mostram como a diversidade musical do país é pautada por rótulos

Foto: Reprodução

Final do ano  e janeiro sempre nos proporcionam novos sons, período em que hits, artistas aparecem. De dezembro  até  o fechamento desta matéria, alguns sucessos  e nomes apareceram no mercado: Ana Vilela com a poética  'Trem-Bala', MC G15 com a chiclete 'Deu Onda' e MC Beijinho com sua mistura de axé  e funk com 'Me Libera Nega'. 

Tais obras trazem um retrato de como a musicalidade do país  é  diversa e apresenta contrastes. Aquele politicamente correto, com doutorado em 'cultura', trata A como música  e B como lixo, esquecendo-se que nós somos um país  de contrastes e com canções que vão  do romantismo ao entretenimento. 

Trago os exemplos citados acima   para mostrar o quanto há espaço  no mercado para atrair e cativar os mais refinados  e os mais populares gostos. Música  é universal, independentemente da forma que é construída, é preciso respeitar a realidade de um país traduzido nessas canções.  

'Trem-Bala' de Ana Vilela traz o lado refinado da MPB em uma canção  que agrada de A a Z. 'Deu Onda' e 'Me Libera Nega' são canções que traduzem a linguagem do jovem morador da comunidade cujo o entretenimento e a malandragem retratam a realidade de um espaço cercado e construído por gírias.

No mais, os recentes lançamentos reafirmam a grandeza e pobreza quando falamos de cultura  em um país  tão  desigual. Não sejamos hipócritas, a música  brasileira nunca foi só 'Banquinho e Violão' , embora uma ala que se autointitula 'biscoito fino' , mesmo fazendo parte da massa, insiste em rotular A e B. É um jogo de gosto que precisa ser respeitado, o que é  bom pra si nem sempre é  para o outro e vice-versa. 


POP Brasil
David Dukki