Numa jogada de marketing, artistas baianos tentam emplacar hit de 'assaltante' e são detonados na web - Pop Brasil

ÚLTIMAS!

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Numa jogada de marketing, artistas baianos tentam emplacar hit de 'assaltante' e são detonados na web



A música ‘Me Libera, Nega’ está prestes a virar hit nacional. A história  da canção é  no minimo curiosa, o autor  na verdade foi descoberto como dono  da música após  ser detido e encaminhado .para o Gerc (Grupo Especial de Repressão à Roubos em Coletivos), onde ele chegou a dar uma palhinha  da música.

— Ôh, me libera nega, deixa eu te amar. Ôh, me libera nega, novinha vou te sentir...

Ainda dentro da viatura, o jovem contou que tinha fumado maconha e pediu uma chance para gravar a música que ele compôs. Após sair da prisão, o rapaz compartilhou o vídeo nas redes sociais e pediu desculpas pelo ato. 

A matéria que foi exibida pela afiliada da Record em Salvador despertou o interesse de Márcio Victor, do Psirico, e o compositor Filipe Escandurras. Dias depois adaptaram a sua música que começou a ganhar força na rede na última semana. Porém ,  a ajuda não vem sendo bem recebida ,  principalmente porque na nova versão ,  além  da mudança  da letra, o autor praticamente ficou de escanteio.Outro detalhe que chamou a atenção dos internautas foi o fato de colocarem Ítalo como participação  e não como a voz principal. Se era pra ajudar e produzir  o rapaz, o mais justo e digno seria Filipe Escandurras assumir o lugar do feat e não  o contrário. Nesse caso, o oportunismo em ter um hit pra chamar de seu, deve ter falado mais alto . 



POP Brasil
Bruno Melo