MÚSICA EM FOCO: Novos projetos de Daniela e Ivete não se equivalem, mas retratam fielmente suas identidades - Pop Brasil

ÚLTIMAS!

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

MÚSICA EM FOCO: Novos projetos de Daniela e Ivete não se equivalem, mas retratam fielmente suas identidades



Dois projetos de duas divas da música baiana foram lançados recentemente, Daniela Mercury e seu 'Axé, Voz E Violão' e Ivete Sangalo com o projeto 'Ivete Sangalo Acústico em Trancoso' - cada um com sua sonoridade, com erros e acertos.


O novo projeto da cantora Daniela Mercury - 'Axé, Voz E Violão' traz um conceito intimista com clássicos da música popular brasileira, em especial do gênero que desenha a sua obra - o axé. O projeto é pautado pelos acordes de Alexandre Vargas e com uma performance que já é peculiar da cantora não ficou de fora. Por exemplo, toda a cênica e movimento de palco na canção “Illê Pérola negra'', deixou o número com um 'ar desnecessário' -  porém, se analisarmos a identidade musical da artista, temos um fiel retrato de Daniela: 'Ela é palco, é cênica, é performance, ela fala com o corpo'. Nas demais canções, o espetáculo teatral imposto por Daniela em cada música soa coerente mas não deixa de ser um 'Biscoito fino pra massa'. Raramente encontramos no mercado, principalmente pelo tal biscoito não fazer parte daquilo que a massa  atualmente considera como 'popular'.

Qualidade não falta no repertório (e nunca faltou em toda sua trajetória) , mas 'Axé, Voz E Violão' traz uma sensação de que a beleza de algumas melodias e a poesia de suas canções sumiram com os acordes do músico Alexandre.  Detalhe: Uma das poucas faixas que parecem ter caído como uma luva e que fez e faz jus ao projeto intimista no melhor estilo 'Barzinho de Daniela' atende pelo nome de 'Meu Plano' - a voz e os acordes formam um casamento perfeito.

No caso do projeto acústico da baiana Ivete Sangalo, ela apresenta uma fórmula mais coerente com a proposta apresentada ao público e com aquilo que foi vendido inicialmente para toda a imprensa. 'Ivete Sangalo Ao Vivo Em Trancoso' nunca foi e nem teve a intenção de chegar ao mercado com a imagem de 'Barzinho e Violão', talvez este seja o acerto da cantora. A baiana abriu mão de alguns elementos eletrônicos  mas não esqueceu de colocar arranjos que possibilitassem toda sua desenvoltura no palco - o reggae romântico tocado com ukulele em 'Seus Planos' e o samba-rock na faixa 'Candura' são alguns dos exemplos.

A dona do hit 'Sorte Grande' lançou um trabalho mais coerente e regular - temos um acústico do jeito 'Ivete de Ser', o produto final nada mais é que uma continuação do carnaval de Ivete Sangalo em um espaço menor e sem cordas. Quanto ao repertório, a qualidade de 'Axé, Voz E Violão'  da cantora Daniela Mercury é infinitamente melhor, suas letras não soam descartáveis, como a maioria das canções gravadas por Ivete, que são puramente comerciais e a maioria delas sem valor algum 'poeticamente falando', apenas para entreter.

No mais, esses desses dois projetos trazem uma certeza: Eles não se equivalem e isso é interessante pois traz um retrato de como foram e são as obras e trajetória das artistas baianas em questão. Se Ivete joga pesado no lado comercial, Daniela nos presenteia com poesias em forma de música.  Duas obras que retratam fielmente a musicalidade e identidade de ambas as artistas

POP Brasil
Ricardo Souza / David Dukki