Por unanimidade: TCE julga como regular show milionário de Claudia Leitte em Jaboatão dos Guararapes, confira e entenda! - Pop Brasil

ÚLTIMAS!

quarta-feira, 6 de abril de 2016

Por unanimidade: TCE julga como regular show milionário de Claudia Leitte em Jaboatão dos Guararapes, confira e entenda!

Numa decisão unânime, os conselheiros membros da Segunda Câmara do Tribunal de Contas do Estado (TCE) julgaram, nesta terça-feira (05), regular a contratação, pela Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes, de um  show da cantora Cláudia Leitte que marcou a festa do réveillon 2013-2014 na orla do município. Ao julgar auditoria especial solicitada pela própria Prefeitura, diante de alguns questionamentos de supostas irregularidades , o TCE, após avaliação aprofundada do caso, considerou que não houve superfaturamento. O julgamento foi acompanhado pelo Ministério Público de Contas.

Foto: Reprodução Internet 


A polêmica criada em torno do show da cantora Cláudia Leitte, contratado junto à empresa ABPA Marketing e produção de Eventos, levou a gestão municipal a solicitar a auditoria especial. Agora, mais de dois anos depois do réveillon, a decisão reforça os argumentos da Prefeitura, de que o show, além de não ter provocado prejuízo aos cofres públicos, arrecadou recursos significativos de patrocínios e projetou positivamente de forma nacional o município.


Em 2015, o Ministério Público de Contas deu parecer no processo em 31 de março de 2015, assinado pelo procurador Gustavo Massa. Ele entendeu haver indícios de crime do artigo 92 da Lei 8.666 e pediu que o processo fosse julgado irregular.


O voto do conselheiro-relator, Dirceu Rodolfo, julgando uma auditoria especial aberta para averiguar supostas irregularidades, considerou que não houve superfaturamento. O julgamento foi acompanhado pelo Ministério Público de Contas. A gestão Elias Gomes comemorou a decisão nesta terça.


“A polêmica criada em torno do show da cantora Cláudia Leite, contratado junto à empresa ABPA Marketing e produção de Eventos, levou a gestão municipal a solicitar a auditoria especial. A decisão reforça os argumentos da Prefeitura, de que o show, além de não ter provocado prejuízo aos cofres públicos, arrecadou recursos significativos de patrocínios e projetou positivamente de forma nacional o município. Dessa forma, a Corte de contas, no âmbito da Câmara, põe um ponto final nos questionamentos relacionados ao show da artista e do contrato firmado entre a ABPA e a Prefeitura de Jaboatão”, divulgou Jaboatão.

POP Brasil informações Jaboatão / TCE
Bruno Melo