Cachê de Wesley Safadão e de outros artistas, cai no primeiro trimestre do ano. Confira! - Pop Brasil

ÚLTIMAS!

sexta-feira, 22 de abril de 2016

Cachê de Wesley Safadão e de outros artistas, cai no primeiro trimestre do ano. Confira!

Foto: Divulgação

A maior crise econômica e política da história do país já atinge em cheio a classe artística. A paralisação do governo federal, e a consequente "quebra" de Estados e municípios brasileiros --alguns sem dinheiro até para pagar o funcionalismo-- fez secar as torneiras do dinheiro público para artistas. Especialmente os mais populares.

A maior parte das receitas dos principais artistas tem origem em dinheiro público. São milhares de festas anuais de aniversários de cidades e Estados, eventos públicos em capitais, festas bancadas por secretarias de Cultura municipais, estaduais e órgãos federais.

Segundo levantamento feito pelo portal UOL, para alguns artistas os shows pagos com dinheiro público representam até 65% do faturamento anual. Sem esses shows, muitas "estruturas" poderão quebrar. Aliás, desde janeiro já têm ocorrido vastas  demissões na área de shows.

O UOL apurou junto a contratantes de shows (intermediários) de São Paulo que, nos últimos seis meses, alguns cachês chegaram a cair até 75% - caso de Wesley Safadão.

Em outubro do ano passado, contratar esse artista para um evento (com datas apenas para a partir de maio este ano) chegava a custar entre R$ 500 mil e R$ 800 mil. Hoje há negócios (shows) fechados com Safadão por R$ 200 mil e até menos.

Veja abaixo o que está ocorrendo com os cachês de alguns artistas:

Wesley Safadão: R$ 500 a R$ 800 mil - agora R$ 200 mil

Jorge & Mateus: R$ 400 mil - agora R$ 320 mil

Ivete Sangalo: R$ 350 mil - agora R$ 250 mil

Claudia Leitte: R$ 300 mil - agora  R$ 175 mil

Gusttavo Lima: R$ 320 mil - agora R$ 220 mil

Fernando e Sorocaba: R$ 250 mil-300 mil - agora R$ 150 mil

Victor & Léo: R$ 240 mil-R$ 280 mil - agora R$ 110 mil

Luan Santana: R$ 200 mil - agora R$ 160 mil

Paula Fernandes: R$ 150 mil - agora R$ 120 mil

Anita: R$ 80 mil - agora R$ 40 mil

Nando Reis: R$ 65 mil - agora R$ 35 mil

Naldo Benny: R$ 30 mil - agora R$ 6.000


POP Brasil com informações UOL
Bruno Melo