COLUNA: Pop atual é bem aceito, graças a um passado glorioso de artistas como Wanessa e Kelly Key - Pop Brasil

ÚLTIMAS!

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

COLUNA: Pop atual é bem aceito, graças a um passado glorioso de artistas como Wanessa e Kelly Key


Atualmente um dos gêneros que mais movimenta o mercado da música, sem dúvida alguma é o pop. Um pop 'abrasileirado' que mescla entre o pop americano e o tradicional funk melody.
Nomes como Anitta, Ludmilla, Valesca, são algumas cantoras  que defendem o gênero com maestria, embora algumas optem mais pelo funk mas, utilizam-se dos mesmo artifícios.  Porém, voltar ao passado é plausível para que reconheçamos o valor merecido a  quem popularizou o gênero com glória. Refiro-me as cantora Kelly Key, Wanessa e a dupla Sandy e Junior , Kelly Key por exemplo, lançada nos anos 2000, se tornou o primeiro nome de grande repercussão e apelo popular a defender tal segmento musical.

ERA POP
Nos anos 2000, o pop era mais imaturo e despretensioso no quesito “visual”, onde tudo era feito com base  e foco no entretenimento. Coreografias e produções tudo levava um jeito brasileiro de ser sem se remeter a possíveis cópias ou algo do tipo “ já vi isso antes”. Não é demérito de o pop atual usar e abusar das referências sejam nas coreografias, produções visuais, porém, soa muito mais artificial e anula um pouco aquela particularidade do brasileiro em levar entretenimento do seu jeito. 
A era Kelly Key apesar das canções muita vezes, serem versões de grandes sucessos de divas do pop internacional e serem tão clichês quanto inúmeros hits atuais, a forma com que era aplicada ou produzida era menos artificial que qualquer produção do gênero hoje. Óbvio, que os investimentos da época nem se equiparam aos da atualidade, talvez seja por isso, essa grande disparidade em qualidade e produção. Wanessa que começou com seu country pop, aos poucos se firmou como um dos grandes nomes da música pop nacional, o country foi deixado de lado e as batidas frenéticas, contagiantes e envolvente tal como a canção 'Amor, Amor', colocaram Wanessa como um dos principais nomes do gênero. Sandy e Junior, por exemplo,letras clichês,coreografias bobas  e melodias adocicadas, invadiam a mente dos adolescentes, no caso deles, o pop romântico era a principal característica do trabalho da dupla. Se passearmos pelo funk melody, teremos uma rápida passagem da cantora Perlla, que movimentou e abriu portas pra esse gênero que anos atrás tinha  como maior referência o 'apelo sexual'.

CLIPES
Apesar de bem produzidos na época, nem pouco lembram as grandes produções atualmente do mercado. Mas, tinham qualidade e muitas vezes o clipe surgia bem mais fiel ao enredo da canção que as inúmeras produções lançadas recentemente. Se na era Kelly Key, os clipes deixavam a desejar esteticamente, hoje em dia eles pecam falta de sincronia e apesar das mega produções, soam bem mais artificiais.

+ Nome 'Alinne Rosa' ainda é uma incógnita para o grande público, entenda aqui!

HITS
Se antes as letras despretensiosas e imaturas faziam a cabeça da garotada e do público teen. O pop atual usa e abusa da sensualidade e do feminismo forçado e muitas vezes demasiado, claro que toda regra tem a sua exceção.
Portanto, se há um mercado bastante aquecido pra este segmento e uma aceitação maciça por parte do público, é graças ao trabalho e um passado glorioso de Kelly Key, Wanessa, Sandy e Junior, e tantos outros que popularizaram o gênero no país.

POP Brasil 
David Dukki